Escola Verde com Afeto transforma pontos irregulares de lixo em espaços educadores

Compartilhe agora mesmo

Plantar em ruas e calçadas antes usadas como pontos de acúmulo de resíduos de toda sorte e transformá-las em espaços educadores. Dessa ideia, nasceu o projeto Escola Verde com Afeto que, a partir de outubro, inicia sua segunda fase em Salvador com uma sequência de um ano de oficinas e práticas voltadas para a gestão de resíduos, a alimentação saudável e a participação cidadã. As primeiras atividades estão programadas para esta terça-feira (01/10), na fachada do Colégio Estadual Professora Marilene da Silva, em Mata Escura, e sexta-feira (04/12), em frente à Escola Municipal Sociedade Fraternal, em Pau da Lima, com uma roda de conversa sobre Direito à Cidade. “Os encontros vão acontecer sempre ao ar livre, nos jardins implantados pela comunidade local, e serão abertas a estudantes, moradores e comerciantes locais, principalmente”, afirma Débora Didonê, coordenadora geral do Escola Verde com Afeto e idealizadora do Canteiros Coletivos. O projeto é uma realização do Canteiros Coletivos, e foi contemplado pelo edital Movimento Bem Maior.

Um dos pontos transformados pela primeira fase do projeto fica na esquina do Colégio Estadual Professora Marilene da Silva. Hoje, onde por anos havia sempre muito lixo acumulado, fica um portal de entrada colorido da escola, cercado de plantas, no qual os estudantes se reúnem para saraus musicais. É exatamente neste ponto que vai ser feita a roda de conversa, a partir das 8h, para que qualquer pessoa que estiver passando se sinta à vontade para participar. No mesmo formato, a roda será feita em frente à Escola Municipal Sociedade Fraternal na sexta-feira, a partir das 15h. Hoje, em vez de lixo, a calçada da escola conta com vasos cheios de plantas, painéis ilustrados, pergolado e bancos de praça.

Os próximos encontros da primeira etapa do projeto ocorrerão sempre às quartas e sextas-feiras: uma oficina de minhocário para estimular a transformação de resíduos orgânicos em adubo; um banquetáço para falar de alimentação saudável, incluindo a degustação aberta de produtos orgânicos e acessíveis; uma oficina de separação de resíduos recicláveis liderada por integrantes da Camapet (Cooperativa de Coleta Seletiva), e uma oficina de plantio para ampliar o jardim já instalado na primeira fase do projeto e incluir novas espécies alimentícias e medicinais no espaço público, provocando os sentidos da comunidade local através da conexão com a natureza e a ressignificação do que antes era visto como um depósito informal de resíduos.

Resultados iniciais

Na primeira fase do projeto, realizada de setembro a dezembro de 2018, seis pontos irregulares de resíduos foram transformados em jardim em parceria com instituições de ensino, sociedade civil, órgãos responsáveis pela gestão de resíduos, o Instituto Limpa Brasil, com apoio do Fundo Socioambiental Casa. Cerca de 400 crianças, jovens e adultos de áreas urbanas periféricas foram diretamente envolvidos; e 2 mil pessoas foram indiretamente envolvidas. Ao longo de um ano, foram identificadas mudanças de atitude nos bairros, com moradores e comerciantes cuidando dos jardins onde antes jogavam lixo, e também da prefeitura de Salvador, que passou a fazer coleta porta a porta nas áreas transformadas. “Fortalecer ações nestes locais é uma forma de valorizar a dedicação das escolas e de moradores até hoje envolvidos com os jardins, e de criar condições para que mais pessoas do bairro participem”, afirma Débora.

Parceria Institucional – A segunda fase do projeto Escola Verde com Afeto foi uma dos 50 escolhidos por voto popular entre os 100 pré-selecionados pelo edital Movimento Bem Maior (@movimentobemmaior) no início deste ano. “Com esse prêmio, além de levar oficinas para todas as escolas que já transformaram seus espaços de lixo em jardim, vamos levar workshops para que outras 12 escolas da cidade consigam mobilizar seus bairros para realizar novas mudanças de cenário nas ruas, substituindo pontos de resíduos por plantas, vida e bem-estar”, conta Débora. Além do Movimento Bem Maior, o Instituto Phi também é parceiro institucional do projeto.

Canteiros Coletivos – O Canteiros Coletivos é um negócio socioambiental focado na formação cidadã e no empoderamento comunitário de espaços públicos, assim como no estímulo à conexão com a natureza, à autonomia na produção de alimentos e à criação de áreas verdes coletivas e de bem viver. Criado em 2012 na cidade de Salvador como um movimento de intervenção urbana, tem como cerne o desenvolvimento de ações de jardinagem e arte urbana para inspirar e replicar a recuperação e ocupação cidadã de áreas verdes de convívio.

ESCOLA VERDE COM AFETO – FASE 2

Programação da primeira etapa

Direito à Cidade

1º/10 (terça) – Colégio Estadual Professora Marilene da Silva, das 8 às 11h

4/10 (sexta) – Escola Municipal Sociedade Fraternal, das 15 às 17h

Minhocário/Compostagem

9/10 (quarta) – Colégio Estadual Professora Marilene da Silva, das 8 às 11h

11/10 (sexta) – Escola Municipal Sociedade Fraternal, das 15 às 17h

Banquetaço – Alimentação Saudável

16/10 (quarta)

Colégio Estadual Professora Marilene da Silva, das 8 às 11h

Escola Municipal Sociedade Fraternal, das 15 às 17h

Separação de Resíduos Recicláveis

18/10 (sexta) – Escola Municipal Sociedade Fraternal, das 15 às 17h

23/10 (quarta) – Colégio Estadual Professora Marilene da Silva, das 8 às 11h

Plantio

25/10 (sexta) – Escola Municipal Sociedade Fraternal, das 15 às 17h

30/10 (quarta) – Colégio Estadual Professora Marilene da Silva, das 8 às 11h

Localização:

Marilene da Silva: Rua Benjamin Abdon, s/n, Mata Escura (fim de linha)

Sociedade Fraternal: R. Pastor José Guilherme de Moraes, 94, Pau da Lima (em frente ao Supermercado Maxxi).

O que: Segunda fase do projeto Escola Verde com Afeto (calendário anexo)

Primeiras atividades: Oficina Gratuita de Direito à Cidade, 01/10 (terça-feira), em frente ao Colégio Estadual Marilene da Silva (Mata Escura), 04/10, e frente à Escola Municipal Sociedade Fraternal (Pau da Lima).

Compartilhe agora mesmo

Deixe uma resposta

Fechar Menu