IPTU VERDE FORTALECE PRÁTICAS SUSTENTÁVEIS EM SALVADOR

Compartilhe agora mesmo

Um dos grandes diferenciais do mercado imobiliário baiano é o investimento em empreendimentos sustentáveis. O IPTU Verde, iniciativa lançada pela Ademi-BA e Prefeitura de Salvador, tem sido um incentivo aos empreendimentos imobiliários residenciais, comerciais ou institucionais, oferecendo descontos para quem cumpre os critérios exigidos. De acordo com as regras estabelecidas no Programa de Certificação Sustentável, as vantagens chegam a 10% de desconto para os empreendimentos que se enquadram nos critérios exigidos pela PMS.

O Lucce Graça, por exemplo, empreendimento assinado pela Civil Construtora, é um dos imóveis que possuem o IPTU Verde. Suas iniciativas vão desde a instalação de placas solares para produção de energia, elevador inteligente com baixo consumo, até vaga para abastecimento de carro elétrico e torneiras com fechamento automático.

Já o Tavarua, da MVL Empreendimentos, possui sistemas para captação de águas de chuva e tratamento para reuso das águas da torneira e do chuveiro em descargas, gerando uma economia de até 40%. Um rigoroso programa de gestão ambiental, com resgate de fauna e flora e separação de resíduos também fazem parte do projeto.

A GVF Empreendimentos valoriza o uso consciente de recursos naturais e minimizar os impactos ambientais, como reuso de água do sistema de ar condicionado para irrigação de jardim e limpeza das áreas comuns, telhados com cobertura verde, gerador de energia, trituradores de papel e papelão, entre outros.

O Dolce Vita, da Conie, segue uma política de responsabilidade ambiental através do sistema de aquecimento solar para a água do chuveiro, reaproveitamento de água de chuva e sensores de presença para iluminação das áreas comuns.

O 535 Barra, da Concreta, em execução na rua Afonso Celso, compreende uso de equipamentos para economizar água, uso de painéis fotovoltaicos, sistema de aquecimento solar, iluminação natural e ventilação em 100% das áreas comuns, sensores de presença para os sistemas de iluminação nessas áreas, uso de espécies vegetais nativas para sombreamento do passeio,previsão de vagas dotadas de sinalização e estrutura para recarregamento de veículos elétricos e Central de Resíduos com compartimentos para Coleta Seletiva

Já em atividade, o Hangar Business Park, da OR, foi o primeiro empreendimento privado do país a obter a certificação Procel Edifica. Coleta solar para aquecimento da água, coleta seletiva e economia de até 80% do uso de madeira na obra foram algumas das mudanças adotadas. Na MRV, as práticas sustentáveis estão presentes em todos os projetos, como placas fotovoltaicas para geração de energia e até novidades como carro elétrico e bicicletas compartilhadas em alguns empreendimentos. A iniciativa já foi implantada em algumas regiões do país e em breve chegará a Salvador.

De acordo com Cláudio Cunha, presidente da Associação de Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário da Bahia (Ademi-BA), “práticas sustentáveis já não devem ser apenas um incentivo de venda, mas um verdadeiro compromisso com o meio ambiente e a sociedade”, afirma. A entidade assina o Fórum de Sustentabilidade 2019, que discute novos formatos de aplicabilidade para ações ambientais, além de possuir uma equipe voltada para este tema dentro da Associação.

Compartilhe agora mesmo

Deixe uma resposta

Fechar Menu