Gerenciamento de Resíduos de Saúde

Desenvolvemos um conjunto de soluções práticas e modernas para o tratamento e disposição final ambientalmente adequada de resíduos de Serviços de Saúde (RSS), com garantia de excelência certificada e monitorada regularmente pelo órgão ambiental, o INEMA e pela vigilância sanitária, além de estar de acordo com a legislação ambiental do CONAMA (Conselho Nacional do Meio Ambiente), principalmente pelo atendimento à Resolução nº 358, de 29 de abril de 2005.

 

SEGREGAÇÃO E COLETA

ARMAZENAMENTO EXTERNO: Os resíduos segregados na unidade geradora são transferidos para “Abrigos de Resíduos”, onde são acondicionados em bombonas de polietileno de alta densidade (PEAD) identificadas e higienizadas, fornecidas pela RETECem comodato ao cliente,de acordo com as normas ABNT NBR 12.809 e 12.810.

COLETA EXTERNA: A coleta é realizada por equipe devidamente treinada, portando conjunto de Equipamentos de Proteção Individual – EPIs, conforme definido no Programa de Prevenção de Riscos Ambientais – PPRA da RETEC.

TRANSPORTE

O transporte é realizado por motoristas com Curso para Movimentação de Produtos Perigosos – MOPP, os quais dispõem dos devidos EPIs. A RETEC possui uma frota de veículos transportadores de resíduos de serviços de saúde composta de caminhões licenciados pelo INMETRO e pelo órgão ambiental competente e se apresentam de acordo com a Legislação e normas vigentes, contendo:

a)    caixa de carga de superfícies internas lisas de forma a facilitar a higienização, fechada, totalmente isolada da cabine, em perfeito estado, sem apresentar qualquer condição que comprometa o acondicionamento, a coleta e o transporte dos resíduos;
c)    sistema de acomodação de carga dimensionado de maneira que não venha a romper as embalagens;
d)    altura de carga compatível com as condições de segurança para o coletor e, quando o carregamento for manual , a altura de carga não deve exceder 1,20 metro;

e)    sistema de carregamento lateral e/ou traseiro;

f)     identificados de acordo com a simbologia anexa para o transporte rodoviário conforme ABNT NBR 7500;

g)   kit de segurança para emergências.

O transporte dos resíduos de saúde possui Seguro Ambiental para o caso de acidentes.

TRATAMENTOS

ESTERILIZAÇÃO POR AUTOCLAVAGEM

  • O tratamento dos resíduos sólidos de saúde dos Grupos A (exceto peças anatômicas) e E (com risco exclusivamente biológico) é feito por esterilização em autoclave. A autoclavagem é um tratamento que consiste em manter o material contaminado em contato com vapor de água, a uma temperatura elevada, durante período de tempo suficiente para destruir potenciais agentes patogênicos ou reduzi-los a um nível que não constitua risco. Além de inativar microrganismos, reduz o volume de resíduos e não emite poluentes na atmosfera.

TRATAMENTO TÉRMICO EM INCINERADOR:

  • A incineração consiste na queima controlada de materiais em alta temperatura (800 a 1.200 ºC), em mistura com uma quantidade apropriada de ar e durante um tempo pré-determinado. Os compostos orgânicos são reduzidos a seus constituintes minerais, principalmente, dióxido de carbono gasoso e vapor d’água e sólido inorgânicos (cinzas).

DISPOSIÇÃO FINAL AMBIENTALMENTE ADEQUADA

Os resíduos de saúde, após tratados pela RETEC, passam a ser classificados como resíduos não perigosos, sendo então caracterizados como rejeitos, os quais são dispostos em Aterro Sanitário licenciado junto ao órgão ambiental competente.

Precisa de Soluções para Resíduos de Saúde?

Fechar Menu