Bahia é o segundo estado que mais produz energia eólica no país

Compartilhe agora mesmo

Image result for eólica
Dados consolidados do boletim InfoMercado da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) apontam que a produção de energia eólica no país, em operação comercial no Sistema Interligado Nacional (SIN), foi 61,5% superior à geração em relação ao mesmo período de 2016. A representatividade da fonte eólica em relação a toda a energia gerada no período por todas as usinas do Sistema alcançou 5,3%. A fonte hidráulica foi responsável por 81,7% do total e as usinas térmicas responderam por 13% da geração no país. A utilização da energia eólica no país possui vantagens que a diferencia das energias tradicionais e dos outros tipos de energias renováveis. Seu funcionamento se dá com o uso de recursos naturais. O vento gira uma hélice que é conectada a um gerador. As turbinas de vento são ligadas a uma central de transmissão de energia, gerando a energia eólica e produzindo a eletricidade. Na geração eólica por estado, os dados consolidados do boletim indicam que o Rio Grande do Norte permanece como maior produtor do país. Em segundo lugar, aparece a Bahia, com 685 MW médios (+92%) produzidos. O Ceará vem em terceiro. “O Brasil possui um dos maiores potenciais eólicos do mundo. Soma-se a esse benefício a vantagem de o terreno de instalação dos parques eólicos serem compatíveis com outras utilizações como a agricultura e a criação de gado, o que amplia a geração de empregos e o investimento em zonas desfavorecidas. Esse mercado tem garantido benefícios financeiros e maior circulação de bens e serviços, especialmente na Bahia”, explica Anderson Braga, sócio mantenedor do CETTPS, instituição de referência no ensino técnico e profissionalizante, em Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador.

Compartilhe agora mesmo

Deixe uma resposta