Chegou a #HoraDaNatureza e a biodiversidade está em foco neste Dia Mundial do Meio Ambiente

Compartilhe agora mesmo

O Dia Mundial do Meio Ambiente, hoje, 5 de junho, é a principal data das Nações Unidas para promover ações ambientais e sensibilizar a comunidade global sobre a necessidade de proteger o planeta. Criada em 1974, a data cresceu e se tornou uma plataforma global para a divulgação de ações públicas pelo meio ambiente em mais de 100 países.

Neste ano, a Colômbia sediará o Dia Mundial do Meio Ambiente com eventos online e ao vivo transmitidos de Bogotá. Além disso, serão realizados outros eventos e celebrações online pelo mundo.

Biodiversidade

O tema do Dia Mundial do Meio Ambiente 2020 é biodiversidade. A campanha #HoraDaNatureza é um apelo à ação global para combater a crescente perda de espécies e a degradação ambiental, além de chamar a atenção para a relação entre a saúde humana e a saúde do planeta.

Com demandas crescentes, os seres humanos estão sobrecarregando a natureza. Nos últimos 50 anos, a população mundial dobrou, a economia global quase quadruplicou e o comércio cresceu quase dez vezes.

A crise da COVID-19 evidenciou que, ao destruir a biodiversidade, se destrói o próprio sistema que sustenta a vida humana. Ao perturbar o delicado equilíbrio da natureza, são criadas as condições ideais para a propagação de patógenos – incluindo os diferentes tipos de coronavírus.

O Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) é solidário com as bilhões de pessoas em todo o mundo que estão sofrendo com o impacto da pandemia global da COVID-19. Agora, a prioridade é limitar sua propagação e proteger as pessoas.

À medida que os países reabrirem as fronteiras e os governos aprovarem pacotes de estímulo para a criação de empregos, a redução da pobreza, o desenvolvimento e o crescimento econômico, será necessária uma melhor reconstrução.

Para isso, é preciso aproveitar oportunidades de investimentos sustentáveis, como energia renovável, construções inteligentes, contratos públicos ecológicos e transporte público – guiados pelos princípios e padrões de produção e consumo sustentáveis.

Políticas públicas mal coordenadas podem piorar a situação de desigualdade e insustentabilidade em que vivemos e reverter as conquistas alcançadas no desenvolvimento e na redução da pobreza.

Ao mudar radicalmente o relacionamento com a natureza, é possível evitar futuras pandemias e buscar um planeta mais saudável e sustentável que funcione para todas e todos.

Fique atento aos eventos transmitidos no site e nas redes sociais do PNUMA (https://www.worldenvironmentday.global/pt-br/ultimas-noticias/blog):

No Brasil, a Representante do PNUMA, Denise Hamú, participará da mesa “Qual será o mundo pós COVID-19”, às 12 horas, juntamente com Ailton Krenak e Christiane Torloni, sob a moderação de Sergio Besserman.

A conversa é parte da Mega Live do Green Nation, que terá seis horas de duração. No final da tarde, às 17h, o cantor e ativista ambiental Lenine tocará os clássicos de sua carreira, intercalando músicas e conversas com o curador do Museu do Amanhã, Luiz Alberto Oliveira. Na pauta: reflexões, histórias e inspiração. A transmissão será pelo You Tube do PNUMA e do Museu do Amanhã.
*Da ONU

Compartilhe agora mesmo

Deixe uma resposta