Conselho prepara ação preventiva contra queimadas na Amazônia

Compartilhe agora mesmo

A ministra Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) participou por videoconferência, na quarta-feira (25), da primeira reunião do Conselho Nacional da Amazônia Legal. No encontro, o vice-presidente, Hamilton Mourão, presidente do Conselho, apresentou a estrutura, a estratégia e ações imediatas do Conselho.

A prioridade será a ação preventiva para impedir este ano as queimadas e o desmatamento ilegal na Amazonia. Os ministérios deverão indicar em breve os técnicos para compor as comissões e subcomissões do Conselho da Amazônia.

Prevenção queimadas

Tereza Cristina destacou que o Ministério da Agricultura tem muito a contribuir para o desenvolvimento social e produtivo dos pequenos produtores da Amazônia, especialmente com a regularização fundiária na região. “A titulação das terras da Amazônia é fundamental. Já estamos desenvolvendo e começando a fazer essa titulação”, disse.

A ministra também falou sobre a necessidade de implementar urgentemente uma campanha de prevenção de queimadas dentro dos assentamentos da Amazônia. “É fundamental para a imagem da agricultura brasileira. Temos que deixar de ser telhado para ser vitrine. Já somos vitrine, mas precisamos reverter a nossa imagem lá fora”, destacou.

A próxima reunião do Conselho será em junho. Entre as principais atribuições do grupo estão: coordenar e integrar as ações governamentais relacionadas à Amazônia Legal, propor políticas e iniciativas relacionadas à preservação, à proteção e ao desenvolvimento sustentável, de forma a contribuir para o fortalecimento das políticas de Estado e assegurar a ação transversal e coordenada da União, dos Estados, dos Municípios, da sociedade civil e do setor privado.

Compartilhe agora mesmo

Deixe uma resposta