Governo lança 20 cursos em Educação Ambiental

Compartilhe agora mesmo


Em comemoração ao Dia Nacional da Educação Ambiental, o ministério do Meio Ambiente (MMA) lançou 20 cursos de educação a distância. O objetivo é promover a reflexão e a ação em torno de questões ambientais. A expectativa é formar 20 mil pessoas até dezembro deste ano.
Os cursos serão realizados por meio da plataforma Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) e são voltados a educadores, empreendedores, profissionais da área ambiental, servidores públicos, estudantes e gestores públicos.
Para a diretora de Educação Ambiental do MMA, Renata Maranhão, os cursos vão formar pessoas e instituições para apoiarem a implementação das políticas públicas de meio ambiente, contribuindo na construção de sociedades sustentáveis.
O Dia Nacional da Educação Ambiental foi criado pelo governo federal em 2012 para valorizar o trabalho do educador que atua nessa área e estimular discussões sobre sustentabilidade, meio ambiente, mudanças climáticas, desmatamento, entre outros temas.
Inscrições
Para acessar as aulas, basta se cadastrar na plataforma AVA e se inscrever em algum dos cursos abaixo, que estão disponíveis no site:
– A3P: Sustentabilidade na Administração Pública;
– Crianças e o Consumo Sustentável;
– Estilos de vida sustentáveis;
– Produção e consumo sustentável;
– Guia para a Produção de Conteúdos EAD;
– Igualdade de Gênero e Desenvolvimento Sustentável;
– Estruturação da Gestão Ambiental Municipal.
Os demais cursos serão lançados no segundo semestre desse ano e serão realizados até dezembro.
A educação ambiental envolve processos por meio dos quais o indivíduo e a coletividade constroem valores sociais, conhecimentos, habilidades, atitudes e competências voltadas para a conservação do meio ambiente, bem de uso comum do povo, essencial à qualidade de vida e sua sustentabilidade.
Neste sentido, o ministério do Meio Ambiente trabalha com diretrizes e políticas públicas que promovem a educação ambiental no país. Desde a formação continuada de educadores e da sociedade em geral, seja por meio de cursos presenciais ou à distância, passando pelo incentivo da sustentabilidade na agricultura familiar e pela organização de mostras de vídeos socioambientais.

Compartilhe agora mesmo

Deixe uma resposta