Ministério declara emergência ambiental

Compartilhe agora mesmo


Portaria do Ministério do Meio Ambiente declara emergência ambiental em várias localidades de 16 estados e no Distrito Federal. A medida de rotina é tomada no início do período da seca em várias regiões do país, para assegurar o combate ao fogo ao longo do ano.
O Prevfogo (Centro Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais), do Ibama, pode contratar temporariamente até 2.520 brigadistas em todo o país. No ano passado foram mobilizados 925 brigadistas, selecionados e treinados pelo órgão, para prevenir e controlar incêndios na Amazônia, no Cerrado, no Pantanal, na Caatinga e na Mata Atlântica.
De acordo com o coordenador do Prevfogo, Gabriel Zacarias, “ainda não há nada que indique que 2017 terá uma temporada de incêndios mais intensa que a do ano passado”. Ele explica que o regime de secas acompanha o comportamento do El Niño, que aquece as águas do Atlântico, gerando seca mais intensa na região Norte do Brasil, e do La Niña, no Pacífico, na região Sul.
Em 2016, o primeiro semestre foi crítico para o combate aos incêndios, mas no segundo semestre, quando eles são mais numerosos, nem tanto. Gabriel explica que a falta de uma tendência, influenciada pelos dois fenômenos climáticos, não permite fazer previsões para a demanda de combate ao fogo. “Nesses casos, trabalhamos com a média dos últimos 10 anos”, esclarece.
ESTRATÉGIA
O combate aos incêndios florestais faz parte da estratégia brasileira de cumprimento das metas do Acordo de Paris, para redução das emissões de carbono, gás que agrava o aquecimento global. Somadas aos desmatamentos, as queimadas são responsáveis por grande parte das emissões brasileiras.
O Brasil é referência no domínio das técnicas de controle do fogo em florestas. No início do ano, técnicos do Prevfogo auxiliaram o Chile, que passou por uma temporada intensa de fogo nas florestas.

Compartilhe agora mesmo

Deixe uma resposta