MMA seleciona ações contra desperdício

Compartilhe agora mesmo


O Ministério do Meio Ambiente (MMA) prorrogou o prazo de inscrições para a Chamada Pública que vai selecionar boas práticas no combate à perda e ao desperdício de alimentos. A data final é 26 de outubro, às 18 horas. A ideia é identificar, chancelar e divulgar iniciativas que promovam maior aproveitamento de comida no Brasil. As melhores ações serão divulgadas nas mídias eletrônicas do MMA, receberão certificado de reconhecimento e integrarão a base de dados do Ministério.
As três iniciativas mais bem avaliadas em cada uma das cinco categorias (produção, pós-colheita, processamento, comercialização e consumo) vão participar de um seminário em Brasília, durante a Semana Nacional de Conscientização da Perda e Desperdício de Alimentos 2018 (Semana PDA 2018), de 5 a 11 de novembro. Os interessados devem preencher o formulário de inscrição online, que está no edital.
Podem participar da Chamada Pública pessoas físicas, instituições registradas no Brasil, instituições pertencentes às administrações públicas municipal, estadual e federal, direta ou indireta; instituições de pesquisa e/ou tecnologia e instituições privadas, com e sem fins lucrativos. Serão aceitas somente as inscrições feitas dentro do período e horário descritos acima, devidamente acompanhadas da documentação e materiais eletrônicos exigidos.
CONSUMIDORES
A Semana Nacional de Conscientização da Perda e Desperdício de Alimentos tem o objetivo de aumentar a compreensão e fortalecer a ação de todos os setores da sociedade, principalmente produtores agrícolas, indústria alimentícia, comércio e varejo, pesquisa e inovação, e os consumidores.
“As perdas estão sendo vistas pelos produtores e distribuidores porque representam prejuízo para eles. O que precisamos fazer agora é chamar a atenção dos consumidores para evitar os desperdícios dentro de casa”, destaca a secretária de Articulação Institucional e Cidadania Ambiental do MMA, Rejane Pieratti.
O combate à perda e ao desperdício de alimentos é uma ação humanitária em todo o mundo e foi incluído na Agenda 2030 por meio do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) nº 12, que coloca o desafio de reduzir pela metade o desperdício de alimentos per capita mundial.
DESPERDÍCIO
A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) estima que, todo ano, aproximadamente 1,3 bilhão de toneladas de alimentos no mundo são perdidas. Isso equivale a mais de 30% de toda produção de comida no planeta. No Brasil, em 2013, 26,3 milhões de toneladas de alimentos foram para o lixo. Produtos como arroz, milho, tomate e cebola são os mais desperdiçados no país.
Os esforços governamentais estão concentrados na implementação da Estratégia Intersetorial para a Redução de Perdas e Desperdício de Alimentos no Brasil, elaborada pelo Comitê Técnico de Perdas e Desperdício de Alimentos, no âmbito da Câmara Interministerial de Segurança Alimentar e Nutricional, do qual faz parte o Ministério do Meio Ambiente.

Compartilhe agora mesmo

Deixe uma resposta