ONG lança campanha de financiamento coletivo para monitorar lobos-guarás

Compartilhe agora mesmo

O monitoramento de lobos-guarás é parte importante do trabalho de conservação da espécie, considerada ameaçada de extinção. Para garantir a continuidade do acompanhamento dos animais na região do rio do Pardo, no interior de São Paulo, o projeto Lobos do Pardo lançou a campanha Sou Amigo do Lobo. A iniciativa é parte do Instituto Pró-Carnívoros e conta com o financiamento coletivo para arrecadar fundos para manutenção das coleiras de rastreamento usadas no projeto e a compra de novas baterias para os aparelhos, essenciais na hora de saber por onde os lobos transitam na região.

Em especial, o projeto tem como objetivo acompanhar duas famílias de lobos-guarás: as fêmeas Pimenta e Mika, que com seus respectivos parceiros — Ricco e Picco –, cuidam de três e dois filhotes, respectivamente, todos com apenas seis meses de idade. O acompanhamento ajuda a saber por quais fazendas os animais passam e a reduzir os riscos de conflito entre os lobos e humanos, o que aumenta as chances de sobrevivência dos cinco lobinhos e seus pais.

A meta da campanha é arrecadar 55 mil reais, dos quais mais de 31 mil já foram obtidos, pouco mais da metade. A campanha está aberta até 20 de janeiro de 2021 (para saber mais, acesse a página através deste link).

O lobo-guará

Atualmente estampado na lendária nota de 200 reais, o lobo-guará (Chrysocyon brachyurus) é o maior canídeo da América do Sul. Nativo do Cerrado, tem uma população estimada em 24 mil indivíduos no Brasil. A espécie é considerada como vulnerável à extinção, de acordo com o Ministério do Meio Ambiente.
Foto: @RBoulhosa/Instituto Pró-carnívoro.

Compartilhe agora mesmo

Deixe uma resposta