Sema assina convênio do Ferfa para projetos no semiárido baiano

Compartilhe agora mesmo

O secretário estadual do Meio Ambiente (Sema), Eugênio Spengler, assinou cinco convênios por meio do edital do Fundo Estadual de Recursos para o Meio Ambiente (Ferfa), para seleção de projetos de Restauração de Ecossistemas e de Fomento à Sustentabilidade Socioambiental no semiárido baiano.
De acordo com Spengler, essa iniciativa vai apoiar experiências sociais voltadas ao manejo para conservação dos ecossistemas, além de fortalecer cadeias de produtos da sociobiodiversidade. “Foram financiadas experiências voltadas para agricultores familiares, povos indígenas e comunidades tradicionais do semiárido baiano”, destacou. “As linhas de ação serão voltadas para a recomposição e manejo de áreas de preservação permanente, com ênfase em matas ciliares e nascentes, implantação e manejo de sistemas agroflorestais, agroextrativismo, e educação ambiental em territórios indígenas”.
Segundo o Superintendente de Políticas e Planejamento Ambiental, Edison Ribeiro dos Santos, houve excelente participação dos territórios, com bons projetos sendo apresentados. “Esperamos que essa iniciativa possa radiar muitos novos projetos”, afirmou, destacando a importância da ação. “Estamos investindo na política de restaurações de floresta do Estado, recuperando nossas bacias, sobretudo as do semiárido que são vulneráveis, com menos recursos hídricos”.
A instituição ORGANISMO, do município de Monte Santo foi uma das contempladas pelo edital do Ferfa, cujo projeto “Recuperação da Serra de Santa Cruz”, foi agraciado com o valor de R$652.163,20. De acordo com o diretor da entidade, Aion Sereno, o projeto será executado em conjunto com a Escola Família Agrícola do Sertão, sendo voltado para a recuperação das matas auxiliares da Serra de Santa Cruz, de importância histórica em toda região. “Nosso foco também é trabalhar com comunidades do entorno da Serra, construindo um plano de manejo comum para as comunidades locais”. Segundo Sereno, a iniciativa vai potencializar as ações que a organização vem trabalhando. “Esperamos oferecer melhor qualidade de vida para a população do entorno”.
Na ocasião, foram assinados também convênios com o Instituto Bonfinense de Meio Ambiente e Educação Ambiental (IMBU), do município de Senhor do Bonfim, para financiar o projeto “Trilhar a História Ambiental do Território de Identidade Piemonte Norte do Itapicuru – TIPNI”, no valor de R$ 70.282,20; com a Associação Cultural Arte e Ecologia, de Santa Cruz Cabrália, com o projeto “PEA Água para Vida”, no valor R$ 337,574,58; com a Associação Regional da Escola Família Agrícola do Sertão – Arefase, por “Licuri, Semente de Esperança”, no valor de R$ 665.114,00; e o Instituto de Formação Cidadã São Francisco de Assis – ISFA, com a iniciativa “Umbu da gente”, no valor de R$389.546,00.
Fundo Estadual – O Ferfa, vinculado à Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema), foi criado pela Lei nº 10431/2006 e tem como objetivo oferecer suporte financeiro à Política Estadual do Meio Ambiente. Administrado por um Conselho Deliberativo, o Fundo conta com a seguinte composição: representantes da Secretária Estadual do Meio Ambiente, do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), da Companhia de Engenharia Ambiental e Recursos Hídricos da Bahia (Cerb), do Conselho Estadual do Meio Ambiente (Cepram) e dos órgãos municipais de Meio Ambiente.

Compartilhe agora mesmo

Deixe uma resposta