Um novo Parque Nacional

Compartilhe agora mesmo

Área que deverá ser incorporada ao novo parque. Foto: Divulgação/ICMBio
Nos dias 23 e 24 deste mês, o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) promoverá consultas públicas para discutir a proposta de criação do Parque Nacional Campos Ferruginosos de Carajás, nos municípios de Canaã dos Carajás e Parauapebas, região sudeste do Pará.
De acordo com a proposta, o parque terá área de cerca de 80 mil hectares formados por dois platôs que hoje fazem parte da Floresta Nacional de Carajás (PA): o platô “Serra da Bocaina” (também conhecido por “Serra do Rabo”) e o platô “Serra do Tarzan”. O objetivo principal da unidade será a proteção dos campos ferruginosos nestes platôs, um tipo raro de ecossistema associado à vegetação de canga, localmente conhecida como “savana metalófila”. Um ecossistema único, possui importantes atributos para conservação como espécies da flora e da fauna raras, ameaçadas e endêmicas; ecossistemas aquáticos e cavernas.
Se aprovado, o Parque Nacional será o maior parque de cavernas em rochas ferríferas do país, concentrando uma das maiores densidades de cavernas no Brasil. A região possui, aproximadamente, 350 cavernas de formatos únicos que abrigam espécies raras, além de registros arqueológicos das primeiras ocupações humanas na Amazônia.
Para participar das audiências, estão sendo convidados integrantes de órgãos ambientais, entidades públicas federais, estaduais e municipais, organizações não governamentais, proprietários de terras e representantes dos setores produtivos, além da comunidade em geral.
Os interessados podem saber mais através do e-mail para [email protected] ou por correspondência para o endereço:
Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio)
Diretoria de Criação e Manejo de Unidades de Conservação (Diman)
Coordenação de Criação de Unidades de Conservação (Ccuc)
EQSW 103/104, Bloco D, Complexo Administrativo
Setor Sudoeste
Brasília/ DF
CEP 70.670-350

Compartilhe agora mesmo

Deixe uma resposta